Divulgado hoje pelo Google, a ata de pedidos pelo governo brasileiro de retirada de conteúdo tem destaque no Relatório de Transparência. Entre julho e dezembro do ano passado foram 128 requisições, sendo 69% atendidos.
Os dados mostram que a solicitação de retirada de conteúdo acontece por motivos diferentes em diversos países, tais como: difamação e violação de leis locais.
O relatório divulgou também o número de pedidos de tribunais e governos por dados pessoais de usuários. A lista é liderada pelos Estados Unidos, com 6.321 pedidos, seguido por Índia, com 2.207 e posteriomente o Brasil, com 1.615 requisições entre julho e dezembro de 2011, 90% delas atendidas.
Essa é a quinta vez que o Google divulga tal relatório, sendo que o primeiro deu início em 2010.