Esses jovens catarinenses de apenas 16 e 17 anos perceberam dados que ainda não foram revelados pela ciência, e vão à fundo com pesquisas e um projeto muito promissor.

Eles estão desenvolvendo o Programa ALEXA de Radioexploração Espacial, que é uma iniciativa de instalar um Radiotelescópio (RT) no centro de uma região conhecida como Anomalia Magnética do Atlântico Sul (AMAS), aqui mesmo, em Santa Catarina, na região do alto vale.

Por ser um estudo inédito que visa estudar o Sol, Júpiter e ainda vida extraterrestre já conta com a ajuda da Nasa e da Universidade de Stanford.

Mas ainda faltam alguns recursos para dar início ao projeto. Para isso, eles contam com o site de financiamento coletivo Catarse.

Para coloborar com o Programa Alexa e colocar o Brasil num patamar de reconhecimento na área científica, você pode clicar aqui e depois no botão verde: Apoiar este projeto.