Inventar um produto e vender para os amigos pode render alguns trocados. Mas com o empurrão das redes sociais, o que era um simples passatempo pode se transformar em um negócio muito lucrativo. Veja o que aconteceu com o ex-fazendeiro que multiplicou por dez a sua renda mensal.

A tradição do churrasco gaúcho é conhecida por longa data. Mas a prática pode se tornar mais flexível àqueles que além do churrasco, querem aproveitar o papo com os amigos. Para isso, as churrasqueiras elétricas trazem conforto aos anfitriões, deixando o prato sempre no ponto.

A churrasqueira elétrica é uma solução perfeita também para marinheiros de primeira viagem. Mas… E se acabar a luz? Isso aconteceu com o ex-fazendeiro gaúcho Luciano Kaefer, que aproveitou o imprevisto para mostrar seu lado criativo, criando assim o espeto à pilha.

O invento teve tanto sucesso que ele começou a vender para os amigos. Vendendo entre 20 a 30 espetos ao mês, Luciano criou uma página no Facebook. Foi quando o negócio ganhou grandes proporções.

“Hoje temos 64 mil curtidas e ganhamos mais de 10 mil novas adesões todo mês. Além disso, as pessoas compram e postam vídeos do aparelho em suas páginas, o que ajuda a popularizar ainda mais o produto. O Facebook é nosso principal meio de divulgação”, diz o empresário.

Com tanto sucesso, a Espetoflex garante uma renda dez vezes maior que o faturamento com agricultura e pecuária.

Site da Espetoflex

Com apenas quatro pilhas, o Espetoflex funciona por 60h. E seu principal diferencial dos concorrentes é a possibilidade de transporte, podendo assim, fazer o churrasco na casa de amigos.

E aí na sua casa, qual será a ideia que vai ganhar gosto dos navegantes? Conte para nós!