A loja virtual Kogan – da Austrália – passa a cobrar taxas de usuários que finalizam compras pelo navegador Internet Explorer. A justificativa é de que sua equipe técnica gasta muito tempo para fazer com que o site apareça corretamente nessa antiga versão do browser da Microsoft.

“Nossos preços são baixos porque usamos tecnologias eficientes e sem obstáculos. Uma das coisas que nos atrapalha é o uso desse navegador, extremamente velho. (…) Não só isso nos custa uma enorme quantia de dinheiro, como também afeta qualquer outro negócio on-line. Como cidadãos da web, temos a responsabilidade de torná-la um lugar melhor.”

O Explorer representa 12% dos navegadores, mas a loja não cita nenhuma de suas versões. A recomendação é que os consumidores troquem o IE 7 por Chrome, Firefox, Opera ou Safari.

A loja é especializada em eletrônicos e a notícia foi dada no seu blog oficial na última quarta (13).