Marketing de conteúdo não é algo novo, somente teve um boom devido a viralização das mídias sociais. E oferece às marcas uma chance de chegar na frente e se envolver com os consumidores.

Na área criativa, o marketing de conteúdo permite que uma marca entregue QUASE tudo o que quiser como vídeos, imagens, textos, ou qualquer forma de conteúdo que a marca escolha.

“Criatividade é extraordinariamente importante, pois pode ser a diferença entre se destacar da concorrência, ou ser deixado para trás.”

Um pouco de conhecimento amplo de tudo, um estudo do público-alvo e conhecimento da marca em questão são fundamentais para o sucesso da gestão de marketing de conteúdo.

Viralidade

Até então as marcas confiavam no marketing boca a boca. Sempre funcionou e sempre funcionará. O que mudou foi o meio, que hoje é digital e se chama Mídias Sociais.

As marcas passaram a atingir um novo público e podem ver e ter certeza de quem são seus consumidores. Algo jamais almejado pela publicidade tradicional.

Momento

A mídia social acelerou os processos, fazendo as marcas ficarem espertas no que está acontecendo com foco no timing.

Relevância

Com ampla pesquisa para segmentação dos canais de mídia social as marcas podem oferecer conteúdo focado diretamente ao público.

E a relevância de conteúdo que cative o público fará com aconteça uma afinidade muito positiva, gerando uma relação de confiança, fazendo com que os consumidores tornem-se defensores da marca.

Experimentação

O sucesso do marketing tradicional é comprovado, porém este oferece poucas oportunidades de testes. Se uma campanha é mal interpretada pelo público, contornar a situação é bastante trabalhoso.

Com as mídias digitais, é possível testar, publicar de diversas formas, monitorar o desempenho, e entregar a informação atraentes.

Will Scot diz que “Por tudo isso, as marcas seriam loucas de ignorar o marketing de conteúdo, que oferece acima de tudo, relacionamentos com o produto. Se 2012 foi o ano do mobile, 2013 é definitivamente o ano do marketing de conteúdo.”