Lições de como investir por Sridhar Vembu, CEO da Zoho. Todos conhecem o Vale do Silício como sinônimo de grandes empresas da tecnologia, como a Google, Microsoft, entre outras do gênero. Já dizia o ditado, nem tudo que reluz é ouro! Na prática, como descobriu o fundador da Zoho, o Vale do Silício esconde ilusões, reflexos das grandes quantias de dinheiro que circulam na região.

Um raio cai, sim, duas vezes no mesmo lugar. Uma das características do capitalismo é sua natureza cíclica, dias de sol sempre são seguidos, eventualmente, por dias de chuva na economia. Dito e feito! No ano 2000 a Zoho enfretou sua primeira bolha econômica na região. Na época a empresa tinha $ 10 milhões em receita, a Yahoo, em comparação, tinha $ 100 milhões, e aproximadamente 300 clientes, não demorou muito para que esses clientes, e a receita proveniente deles sumisse com a chegada da crise.

shutterstock_123576964

O segredo administrativo dos Indianos. Foram necessários dois anos de adaptação após a bolha de 2000. A Zoho, diferentemente de outras empresas, estabeleceu planos de até 10 anos, e cuidadosamente selecionou investimentos conservadores. O conjunto de ações tomadas pela organização, hoje, com 2.500 empregados e quase 20 anos de atividade, não foram seguidas pela maioria dos investidores Americanos. Ávidos por lucros de curto prazo, muitos investidores tiveram grandes perdas na época.

Um dos exemplos de empresas que prometeram muito, mas entregaram pouco, foi o Groupon. O site de comércio eletrônico é tido como a empresa de tecnologia de crescimento mais rápido da história, no entanto, o modelo de negócio, então utilizado, provou-se insustentável. Outra empresa que entrou na mira de investidores na busca de crescimento no curto prazo foi a Box, o crescimento da receita gerada pela organização é impressionante, o suficiente para fazer muitos esquecerem que dificuldades financeiras da empresa causaram atraso em sua Oferta Pública Inicial (IPO em Inglês).

Você pode encontrar a notícia completa no site Pando (Inglês).